Mensagens Fofas para 8 de Março

Texto escrito pelo ISAC MACHADO DE MOURA, ele é membro da Academia de Letras e Artes de Cabo Frio (ALACAF), é professor e teólogo batista, membro da Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito (Grupo Norte Fluminense), tem 16 livros publicados e participação em diversas antologias. É poeta, contista e cronista. Recomendo acompanhar o blog deste meu irmão www.espacodoisac.blogspot.com

Hoje é aquele dia de MENSAGENS FOFAS no Facebook, no Instagran, nas igrejas, etc, sobre a IMPORTÂNCIA DA MULHER. Isso num país com os seguintes dados mulherísticos:

# Em um ano, mais de um milhão e meio de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativa de estrangulamento;

# 22 milhões de mulheres sofreram algum tipo de assédio;

# 42% dos casos de violência contra a mulher ocorreram no ambiente do "lar doce lar";

# Mais da metade (52%) das primeiras violências não são denunciadas pela vítima, seja por medo das ameaças, seja por dependência financeira;

# Menos de 10% das cidades brasileiras têm uma Delegacia da Mulher;

# Nos casos de violência sexual sofrida por mulheres adultas, mais da metade conhecem o agressor; quando se trata de meninas de até 14 anos (maior parte das vítimas desse tipo de violência), em 65% dos casos, o agressor tem alguma ligação com ela e em 30% dos casos, é um parente, e isso inclui PAIS BIOLÓGICOS e PADRASTOS;

# A maior incidência de violência doméstica recai sobre a mulher preta;

# Agora o perpetrador pode ter uma arma dentro de casa, legitimada pelo governo com apoio das maiores lideranças evangélicas do país;

# Os casos de feminicídio não param de aumentar, assim como os casos de estupro;

# Nesses últimos anos, 64% das vítimas de feminicídio no Rio de Janeiro eram mulheres pretas;

# 33% dos casos de violência física contra a mulher são gerados pelo fim de uma relação, cujo companheiro/namorado/ficante não aceitou, visto que o macho da espécie vêm sendo adestrado para não saber lidar com a palavra NÃO. E na maioria dos casos, a mãe dele não apoiará a outra mulher vítima dele. Os níveis de sororidade são muito baixos nessa relação e em muitas outras;

# Mulheres jovens, seduzidas por supostos empresários de modelo, são traficadas para extração e venda de órgãos ou para a prostituição;

# 40% das mulheres brasileiras vítimas de violência doméstica são evangélicas, lembrando que a maioria dos casos nem chegam a constar das estatísticas, pois são "resolvidos" lá mesmo na igreja em conversas sobre submissão, perdão e oração. Em mais da metade desses 40%, o marido também é evangélico;

# Estupros maritais, aqueles casos diários e normalizados pela igreja, pela sociedade, pela família tradicional, em que a mulher NÃO quer fazer sexo, mas o marido SIM, não são contados, evidentemente, em NENHUMA ESTATÍSTICA. Já no dia do casamento, a menina ouve do celebrante que a partir dali "o seu corpo pertence ao seu marido, a quem você deve submissão, porque a mulher sábia edifica o lar...." Não é por desonestidade que não vou citar a parte do discurso para o homem, é porque essa parte nunca é cobrada com seriedade e nele tudo se releva;

# Uma mulher trans tem como média de vida 35 anos de idade, num país em que a média hétero passa de 70;

Levei em torno de 40 minutos para escrever esse texto. Nesse curto período, em torno de 4 mulheres foram estupradas no país das mensagens fofas de hoje; mais de dez sofreram agressão física.... E isso é profundamente lamentável.

Que as mensagens fofas de hoje sejam acompanhadas de fofezas o ano inteiro, porque se não for assim, nada disso faz o menor sentido.

Que não haja necessidade de uma nova luta como a que aconteceu na origem desse DIA INTERNACIONAL DA MULHER, mas se houver necessidade (e caminhamos para isso), que haja luta.

Parabéns a todas as mulheres, independente de anatomia. E que siga o baile e que siga a luta!

PARABÉNS, MULHERES DA FRENTE DE EVANGÉLICOS PELO ESTADO DE DIREITO!

Queridos assinantes e leitores avulsos, a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito tem como objetivo fazer frente ao falso messianismo, à adoração do deus dinheiro e ao sectarismo político e religioso, que impede qualquer tipo de diálogo com quem pensa diferente.  Caso você seja evangélicos e deseje saber mais informações a respeito, questione nos comentários deste artigo ou entre em contato com as opções que o blog oferece. - Claudio Nunes, administrador do blog.